sábado, 23 de fevereiro de 2008

GayVN Awards 2008 Parte 2

GayVN Awards
Os melhores de 2007

...Continuação do post anterior.

Best Specialty Release (Bear): When Bears Attack (Rascal Video). Filme do veterano diretrix Chi Chi LaRue em que Johnny Hazzard é severamente gangbangeado por uma turma de seis ursos da pesada, entre eles Arpad Miklos, parrudo sempre bom de se ver. Steve Cruz, o rabo mais peludo dos ursos, que nunca perde a oportunidade de maltratar as pregas do próprio cu, faz um tricotê com o mesmo Miklos e Cole Ryder.


Best Specialty Release (Extreme): Fear (TitanMen). Este foi, sem dúvida, o grande lançamento da Titan no ano passado. O filme é bastante realista para provocar medo, terror e êxtase que inclui até uma cena de afogamento, mas os caras gozam como quem brinca no parque. Dirigido por Brian Mills, tem no elenco Tony Buff, Francois Sagat e um pretão maravilhoso chamado Diesel Washington (cruzamendo de Vin Diesel e Denzel Washington?). Concorreu com filmes muito inferiores, como Gaytanamo (Dark Alley Media) e Knuckle Sandwich (Club Inferno).

Best Group Scene: Steve Cruz, Johnny Hazzard, Joe Strong, Matt Majors, Brendan Davies, Link V: The Evolution (All Worlds Video). A disputa pelo prêmio nessa categoria foi a mais acirrada, dos nove concorrentes havia pelo menos três candidatos com iguais condições de levar o prêmio: Dare (Falcon), Bottom of the Ninth: Little Big League 3 (All Worlds Vídeo) e Link V: The Evolution (All Worlds Video). Premiou-se o talento do diretrix Chi CHi LaRue (uma indicação) e de Steve Cruz (seis indicações), os dois fazendo o que melhor sabem fazer: filmar e fuder.

Best Non-Sexual Performance: Joe Shepard, The Intern (Lucas Entertainment). Fez o papel de Clarence, o recepcionista pintoso e atrapalhado nesta ótima pornocomédia. The Intern foi materia deste blog em dezembro/2007.


Best Boxcover Concept: Passio (Dark Alley Media) É louvável que o GayVN também premie os técnicos dos filmes, entretanto categorias como essa, Best Packaging e Best Overall Marketing Campaign não deixam de ser curiosas. Os filmes premiados, Link V: The Evolution e Passio, como todos os demais concorrentes, são superproduções que não poderiam descuidar do design e divulgação do produto. Sucesso da quaresma, Passio é um gaygospel que apresenta a melhor versão de Jesus Cristo que o cinema já fez, dirigido por Matthias von Fistenberg em grande fase.


Best Overall Marketing Campaign: Link V: The Evolution (All Worlds Video).

Best Packaging: Link V: The Evolution (All Worlds Video).

Best Still Photographer: Kent Taylor/Geof Teague, Grunts (Raging Stallion). Dois grandes fotógrafos de nus masculinos dividiram o prêmio nessa categoria. Um reconhecimento pelo trabalho desses profissionais que ficam no set de filmagem captando imagens que depois servem de material de documentação e divulgação dos filmes. Concorreram com o controverso Matthias von Fistenberg e com o veterano e sempre forte candidato Greg Lenzman.

Best Makeup Artist: Seth Stone, On Fire! (Jet Set Men). Cara lavada não fotografa bem, muito menos quando é preciso fazer papel de bombeiro com fogo no rabo. Jet Set Men é uma produtora nova mas cheia de veteranos, como os diretores Chris Steele e Chad Donovan e o ator do pau torto Dean Phoenix, que trabalham neste filme. Levou o prêmio pela maquiagem de efeito muito mais do que pela maquiagem corretiva, porque os gatinhos são irretocáveis.


Best Art Direction: Link V: The Evolution (All Worlds Video). Chi Chi LaRue caprichou na direção de arte desse filme como se cuidasse da própria indumentária, adereços e peruca para superar o favorito ao prêmio Gigolô (Lucas Entertainment). Filme com atmosfera sombria de fim de mundo industrial onde o único sinal de vida são vários marmanjos trepando.


Best Editing: Chris Ward/Ben Leon, Grunts (Raging Stallion). Um filme inteiro é equilibrado, tem o certificado Industry Standard, a edição é correta e nada mais, entretanto prêmio tem de ser dado a quem avança o estado da arte. Não se justifica o prêmio não ter sido entregue a The Men I Wanted (Lucas Kazan Productions), cuja edição de Egisto Mastroianni é criativa e de alto nível técnico.


Best DVD Extras/Special Edition: Grunts (Raging Stallion). Os extra e as edições especiais tornaram-se uma fonte de renda a mais para as produtoras, desde então elas passaram a dar maior importância e esses apêndices audiovisuais. Um filme com a uma duração longa como Grunts permite fazer uma edição de extras tão boa ou melhor que o filme, o que acaba ficando estranho.


Best Solo Video: Minute Man Solo #29: Built (Colt Studio). Mais um filme da interminável série Minute Man com a qualidade de uma das melhores produtoras americanas. Com o novato Darin Hawk e os veteranos Tom Chase e Adam Champ punhetando muito gostoso, tem cheiro forte de testosterona.


Best Classic Gay DVD: Falcon 35th Anniversary Box Set (Falcon). Categoria que honra muitos defuntos. Criada em 1972, a Falcon, é tão antiga quanto a própria existência do moderno pornô gay. Quando a Unesco admitir que estes filmes também são educação, ciência e cultura haverá de tombar muitos patrimônios pelo mundo, incluso a Falcon. São cinco DVDs com cenas editadas dos filmes, um para os anos 70, outro para os anos 80, dois para os anos 90 e um com os filmes da última década.


Best Actor - Foreign Release: Jean Franko, The Men I Wanted (Lucas Kazan Productions). Gustavo Dudamel e Jean Franko são atualmente as batutas mais famosas da Venezuela. Prêmio merecido, o hermano está em ótima fase, já havia ganho o prêmio de melhor ator no HeatGay de Barcelona 2007, seu tipo latino ficou perfeito neste filme rodado na Itália. Na disputa estava também Tim Hamilton, ex Bel Ami, agora mais maduro em Knockout, da Falcon International. Disputa dura e talvez um pouco apertada, mas não tanto assim!


Best Renting Title of 2007: The Intern (Lucas Entertainment). Esse filme foi matéria deste blog em dezembro/2007. The Intern é um blockbuster, o prêmio é concedido ao filme mais locado e vendido. Não houve surpresa.


Special Achievement Award: Tim Valenti, NakedSword.com. Escolhido por aclamação para receber este prêmio, Valenti é dono da maior distribuidora Americana de filmes pornôs gays online. Desde que a internet surgiu esse tem sido o maior filão de vendas, o que garante ótimos negócios para muitas produtoras. Nada mais justo que oferecer esse prêmio de reconhecimento por trabalho tão compensador.


Best Supporting Actor: Ricky Sinz, Grunts (Raging Stallion) e Christian Cruz, The Intern (Lucas Entertainment). Os dois atores receberam prêmios justos, são coadjuvantes que têm luz própria e estão em grandes filmes. Jesse Santana, com sua cara de muleque em On Fire! (Jet Set Men), tinha chances iguais, mas dar o prêmio para três atores seria um despropósito.


Best Sex Comedy: The Intern (Lucas Entertainment). Esse filme foi matéria deste blog em dezembro/2007.


Best Threesome: Jesse Santana, Nickolay Petrov, Jason White, Just Add Water (Jet Set Men). Escolher o melhor tricotê do ano deve ser muito dificil. Suruba de três é a mais frequente e a mais dificil de sincronizar. Esse não foi o melhor tricotê do ano, mas está entre os melhores. Nesse pool porn eles fazem um trenzinho bem engatado.


Best Ethnic-Themed Video: Tiger's Eiffel Tower: Paris Is Mine! (Pitbull Productions). Depois de comer todos os manos nos Estados Unidos Tiger foi à França para variar o cardápio. Quem conhece a ferramenta do negão entende o eufemismo do título. Dirigido pelo próprio e por Jean Claude Heriot, o filme reforça os laços de união transatlântica dos manos de cor.

Best Ethnic-Themed Video (Latin): Amazonia: Capture and Release (Atheltic Model Guild/AMG Brasil). Mais uma vez constata-se que as produtoras estrangeira vêem ao Brasil para fazer filmes para concorrer nesta categoria. E o sucesso é garantido. Amazonia foge ao tema da favela para a fucking rain forest, embora os atores mal consigam disfarçar sua origem que desce o morro para michetar na praia e acabam nas graças de um estúdio estrangeiro. Entretanto a AMG Brasil tem alcançado um nível supreendente em seus filmes, capaz de desbancar sua mais próxima, a Alexander Pictures. Curiosamente foi a AMG Brasil quem deu novo fôlego à veterana AMG Americana, no mercado desde 1945, com esses filmes cheios de chiquitos bacanas e bananas. Um dos últimos filmes do ator Danny Roddick, o modelo da capa usando franja, morto em setembro/2007 por overdose.


Best Music: Red Shag Carpet, Link V: The Evolution (All Worlds Video). Colocar música em filmes pornôs é um trabalho mais delicado do que em qualquer outro gênero porque a concentração que se exige do espectador do filme pornô também é superior. Uma nota dissonante pode estragar uma punheta bem batida. Red Shag é uma banda independente de Edmonton, no Canadá que faz um estilo pop alternativo mas surpreendeu quem apostava em Nekked, que faz a música dos filmes da Lucas Entertainment e, nessa categoria, concorria com dois filmes, Gigolo e The Intern.


Best Screenplay: Jerry Douglas, Brotherhood (Buckshot Productions). Há quem diga que filmes pornôs não precisam de roteiro. E muitos não precisam mesmo, em outros eles são acessórios, como nos musicais. Roteiros para filmes pornôs são com a música, se desafinar e pode ser broxante, não importa quem sejam os atores. A ação deste filme se passa num colégio para rapazes, ambiente propício a muita sacanagem que o roteirista soube explorar com requinte. Danny Roddick, transando com o colégio inteiro é, outra vez, o modelo da capa desse filme. Jerry Douglas levou um prêmio que muitos apostavam seria entregue a Tony Dimarco, da Lucas Entertainment, que na categoria Best Music concorreu com dois filmes, Gigolo e The Intern. Definitivamente esse não foi o ano de Michael Lukas.


Best Foreign Release: Knockout (Falcon International). Este filme é sobre lutadores de boxe de várias partes do mundo que treinam na mesma academia na Hungria. No elenco um brasileiro chamado Juan Rivero faz sua estréia na produtora e Tim Hamilton, fora da Bel Ami porque tá “velho”. A grande cena do filme é uma suruba de seis que parece ter sido decisiva para tirar o prêmio de três francos favoritos: Mating Season (Bel Ami), Rocks & Hard Places (Kristen Bjorn) e The Men I Wanted (Lucas Kazan Productions).

Best All-Sex Video: Link V: The Evolution (All Worlds Video). Categoria que se confunde com a de Best Picture. Filme dirigido por Chi Chi LaRue que retorna ao Link depois de dez anos. A série completa é de cinco filmes: Link V: The Evolution (2007) The Missing Link (2001), The Final Link (1999), Link 2 Link (1998) e Link (1998). Neste o diretrix procurou superar-se, e conseguiu.

Best Sex Scene – duo: Ricky Sinz e Roman Ragazzi, Grunts (Raging Stallion). Outra categoria dificil de escolher o vencedor. Neste filme Sinz flagra Ragazzi acabando de lever uma gozada na cara do negão Kanrum e não perde tempo pra emendar um trepada do tipo pão-com-banha em pleno acampamento militar.

Best Videography: Brian Mills e Paul Wilde, Fear (Titan Media). Mills é o fotógrafo de formação que virou diretor por opção, Wilde é seu primeiro-assitente, juntos fizeram um excelente trabalho em Fear. Premiação sem surpresa, difícil seria escolher o segundo melhor, com tantos candidatos dentro da média.

Performer of the Year e Best Actor: Jake Deckard, Grunts (Raging Stallion). Deckard desbancou concorrentes de peso, como Tiger Tyson, Dean Phoenix e Michael Lucas por estar desempenhando um papel épico numa trilogia (The New Recruits, Misconduct e Brothers in Arms) de filmes obrigatórios para quem quer ficar por dentro do pornô gay atual. O trabalho dele já foi apreciado aqui na matéria sobre Ink Storm, em janeiro, filme que ele dirigiu a atuou. Em Grunts Deckard consolida um trabalho que começou despretencioso, em 2005, e apenas dois anos depois já alcançou resultados tão positivos. Com seu visual macho man e num filme de caserna, foi o grande vencedor da noite.

Best Director: Chris Ward. Um veterano com mais de uma centena de filmes na carreira dificilmente erra e os jurados do GayVN foram bastante conservadores em não conceder esse prêmio para Brian Mills. Egresso dos estúdios Hot House Entertainment e Falcon Studios, fundou seu próprio studio, o Raging Stallion em 1999, onde faz o que quer e o que vem à cabeça desse senhor Ph.D. em América Latina pela University of Florida. Não sei se depois de tantos méritos no pornô gay, dos quais Grunts é um deles, ser Ph.D. tenha ainda alguma importância.

Best Picture: Grunts (Raging Stallion). Num país belicoso como os Estados Unidos, filmes ponôs gays na caserna têm primazia contra os outros filmes de paz. Grunts é batalha ganha neste mercado. Dirigido por Chris Ward e Ben Leon, é um filme grande sem ser desequilibrado, com grande elenco, boa fotografia e roteiro que tem qualidades para agradar até quem não aprecia o gênero.

3 comentários:

  1. André2:01 PM

    Caramba quantos filmes concorrentes, é o suficiente para passar um ano inteiro assistindo e batendo uma!

    ResponderExcluir
  2. Amigo,
    Dei início hoje em meu Blog a uma campanha que visa angariar fundos para uma instituição que cuide de quem sofre, de prefrência de pessoas ligadas ao nosso grupo social (homens que gostam de homens). Envolverei completamente o Mister Man Club e a Mister DVD Video nisso e gostaria de contar com o seu apoio.
    As linhas gerais deste projeto estão escritas em um dos meus posts de hoje (domingo / 02 de março).
    Quero que a instituição a ser beneficiada seja decidida (votada) em conjunto por todos nós, quero que haja controle e fiscalização do processo (abertura total de informações para todos) e pretendo que isso faça parte de um grupo maior do que o Mister Man Club. Que que seja algo entre amigos. Algo nosso e não meu. Gostaria muito de poder contar com seu ajuda em divulgação, apoio... no que você quiser e puder.
    Nós recebemos milhares de vistantes todos os dias e se unirmos nossos projetos teremos um número gigantesco de "leitores e amigos". Bastaria R$1,00 de cada pessoa dessa para umas 100 cestas básicas ou até mais.
    Não tenho a ilusão de poder criar um "Teleton Gay" ou um "Gay Esperança" mas acho a iniciativa válida e importante.
    Não somos marginais. Somos cidadãos. E acho que podemos contribuir efetivamente para bem dos outros.
    Se você encontrar um tempinho, passei no meu blog, leia o que eu escrevi e veja se meus pensamentos e minha forma são compatíveis com suas crenças, valores e desejos. Caso seja, vamos fazer isso junto. Se não for e você não quiser apoiar, nossa amizade e meu respeito por você permanecerá inabalado. Entendo que todos devemos ser livres para decidir o que, como, se e porquês de nossas vidas.
    Aguardo sua visita e suas observações.
    Um abraço enorme e muito obrigado por tudo.
    Mister Man
    P.S. Eu convidarei outros amigos bloggeiros. Se você julgar conveniente, fale em meu nome e convide também outras pessoas.

    ResponderExcluir
  3. ADOREIIIIIIII

    SEU BLOG

    HAIRYBEARS
    http://hairybears.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Leu? Agora comente... e divulgue também!